tracystreats.info

Baixe filmes, jogos e musicas para o seu computador e telefone celular sem nenhum anuncio

PROVAS DA UESC PARA BAIXAR


Vestibular Língua Portuguesa com Literatura Brasileira, Geografia e Língua Estrangeira (Inglês, Francês ou Espanhol) Prova Laranja | Prova Marrom . Provas e Gabaritos dos vestibulares da UESC. Gabaritos dos vestibulares da UESC. Provas e Gabaritos UESC EaD 5 MB - downloads realizados. Concursos Públicos com inscrições abertas e previstas, empregos, estágios, provas, simulados, apostilas preparatórias e videoaulas.

Nome: provas da uesc para
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: iOS. Windows XP/7/10. MacOS. Android.
Licença:Apenas para uso pessoal (compre mais tarde!)
Tamanho do arquivo:33.21 Megabytes

UESC PARA BAIXAR PROVAS DA

Veja também se o Mestrado é Profissional ou Acadêmico. The main aspects considered were: the collective knowledge construction, the complete interrelation between texts and their social roles, and Hallidays contributions related to the concepts of language and text and to the context of culture A tabela a seguir dever ajud-lo quando voc estiver em dvida. OBJETIVOS Ao final desta aula, o estudante dever: refletir sobre os vrios propsitos e as diversas formas de leitura; reconhecer e utilizar os vrios nveis de compreenso para o sucesso da sua leitura. Também sou blogueira. A aula de hoje iniciou a etapa do estudo de alguns itens da parte sistmica da lngua inglesa. Parabén s pela inivciativa em ajudar as outras pessoas em buscarem a realiazarem seus sonho, objetivos e projetos In the city had about nine million people.

Provas e Gabaritos dos vestibulares da UESC. Gabaritos dos vestibulares da UESC. Provas e Gabaritos UESC EaD 5 MB - downloads realizados. Concursos Públicos com inscrições abertas e previstas, empregos, estágios, provas, simulados, apostilas preparatórias e videoaulas. Concursos Públicos com inscrições abertas e previstas, empregos, estágios, provas, simulados, apostilas UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz - BA. UESC - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ VESTIBULAR EAD Acesse provas antigas da Consultec, clique aqui. Consultec - Consultoria. Apostila Vestibular UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz e ENEM - – - PDF - Baixar provas, apostilas, simulados, etc.

Um abraço. Meu email é: persiliana64 hotmail. Linda história de vida, Silvano! Que bom lhe conhecer! Parabéns por suas conquistas! Abcs, Help. Silvano, Adorei as informações, vieram a calhar. Sua persistência me animou. Também sou blogueira. O da UFG aqui vc só vÊ nas seleçoes alunos "discipulos" de professores. Muito desigual a analise dos curriculos. Fico feliz em lê a sua história! Muito bom!

Gostaria de manter contato com vc. Desenvolvo um projeto no Pantanal de MT e esse contato com vc seria espetacular para trocarmos experiência. Gostei de suas orientações. Parabén s pela inivciativa em ajudar as outras pessoas em buscarem a realiazarem seus sonho, objetivos e projetos Parabéns pela inivciativa em ajudar as outras pessoas a buscarem e realizarem seus sonhos, objetivos e projetos O Livro é uma obra, que discute como ocorre a docência em meio a maritimidade e a diversidade cultural que circunda a Ilha de Itaparica.

Assim, o mar flui no ensino, nas brincadeiras, no dia-a-dia dos alunos e alunas. Acesse o Livro no site para compra-lo:. Que nvel de proficincia em Ingls solicitado na maioria das escolas? Que escola possui o maior nmero de estudantes internacionais? Que escolas possuem programa intensivo de Ingls? Qual o custo de frequentar uma escola em Concrdia?

Cite um programa de lngua inglesa intensivo no Columbia Christian College? Que tipo de instituio o Clackamas Community College? Qual o percentual de alunos estrangeiros inscritos no Eastern Oregon State College? Em que escola voc se inscreveria? O Texto 3 foi retirado da Internet. Faa um scanning para encontrar as informaes solicitadas e preencha a tabela a seguir.

Agora v ao site de onde foi retirado o texto 3, faa um skimming e descreva, em poucas palavras, do que trata a pgina. Ser que voc saberia explicar a razo?

J vimos que o significado no inerente ao texto; que cada leitor constri o significado medida que traz seu prprio significado ao que ele l, baseado na sua expectativa e no conhecimento de mundo que possui. Ao lermos as vrias partes de um texto, construmos a sua coerncia. A dificuldade encontrada por voc vem exatamente da ausncia de conhecimento prvio sobre os assuntos tratados.

Os gneros apresentados no fazem parte do nosso cotidiano. O primeiro texto um panfleto informativo de uma biblioteca dos EUA. O segundo a pgina de uma publicao especfica para estudantes universitrios. O terceiro texto no deve ter apresentado maiores dificuldades, uma vez que fala de um assunto mundialmente abordado.

O ltimo, a pgina da Internet, talvez tenha sido ainda mais fcil, pois com tantas imagens e dicas tipogrficas, facilmente voc conseguiu compreender o seu objetivo. Em Ingls, chamamos essa estratgia de prediction, porque inferimos ou supomos o significado das palavras ou expresses utilizando o contexto onde elas aparecem.

Logicamente, quando estamos diante de um assunto do nosso conhecimento, as inferncias sero muito mais confiantes.

J quando tratamos do contexto lingustico, nem tanto, pois exige de ns outro tipo de conhecimento, especfico daquela lngua e que ainda se encontra em construo. A inferncia uma estratgia de grande valor na compreenso de textos em lngua estrangeira. At o leitor chegar compreenso da mensagem, muitas suposies ocorrem. Utilizando o contexto, podemos tentar adivinhar o significado de palavras ou expresses desconhecidas, observando onde a palavra ou expresso aparece e, assim, construirmos o significado do que estamos lendo.

Na aula seguinte, iniciaremos o estudo dos elementos constitutivos do contexto lingustico. A habilidade de inferir utilizada tambm para resgatar mensagens que no aparecem de forma explcita no texto. Ler nas entrelinhas demanda que o leitor tenha em mente as ideias expressas pelo texto e no apenas palavras ou expresses isoladas. Agora que teoricamente j estudamos sobre a habilidade de inferncia, que tal aplicarmos toda essa teoria em uma atividade de fixao?

Vamos a ela! As sentenas listadas abaixo foram retiradas de uma pequena histria. Tais sentenas esto fora da ordem normal da histria, para que voc, utilizando a habilidade de inferncia, coloque-as na ordem correta. Observe as palavras ou expresses que o ajudaro na tarefa. A primeira frase j est feita para voc. During the interval, the audience and cast drank together in one of these. When we got home, we told all our friends about it.

One afternoon, my husband and I wandered into a little Andalusian town in a romantic valley. We felt the same way: it was all so spontaneous.

We walked around the picturesque streets and liked it so much we decided to come back in the evening. We sat down there, underneath the majestic walnut trees and watched all the old men sitting outside the cafs. They said the town was called San Dolosa and it was a famous Spanish tourist centre. It was like saying we had discovered Big Ben. At about 8. The opera started again, and the old man sitting next to me started to cry when the heroine died. Agora que voc j resolveu a tarefa solicitada, escreva no espao a seguir as palavras ou expresses que ajudaram voc a construir o significado dessa histria.

Agora que voc ordenou a histria, tente arriscar o significado das palavras abaixo. Mas ateno: no use o dicionrio! Reflita sobre o processo pelo qual voc passou para construir o significado da histria e arrisque-se a ler outros textos em Ingls para exercitar os conhecimentos apreendidos at aqui.

Lembre-se do ditado que diz s se aprende a fazer, fazendo. Portanto, s se aprende a ler, lendo. Agora confira a sua resposta, lendo a seguir a verso correta da histria. From: Baltram. Penguin Elementary Reading Skills. Penguim Books, Na aula de hoje, revisamos o conhecimento construdo nas aulas anteriores. On the road to reading comprehension. Universidade Federal da Paraba, OBJETIVOS Ao final desta aula, o estudante dever: utilizar as estratgias de leitura em gneros textuais diversos em nvel de compreenso geral e de pontos principais; fazer uso, de forma consciente, da linguagem verbal e no verbal na compreenso de textos em Ingls; reconhecer e utilizar o conhecimento sistmico da lngua inglesa na construo do significado de um texto; desenvolver a habilidade de deduo atravs do contexto.

Hoje, iniciaremos uma nova aula. Nela voc ter a oportunidade de aplicar os conhecimentos construdos nas aulas anteriores, alm de agregar mais algumas informaes ao conhecimento que voc j possui.

Quando voc se depara com uma dificuldade em um texto escrito em Ingls, ir adiante leitura, frequentemente faz com que chegue ao seu entendimento. Sentenas grandes, que possuem vocabulrio difcil ou itens gramaticais complexos, muitas vezes, trazem grandes problemas aos leitores. As sugestes a seguir daro a voc a oportunidade de desenvolver estratgias para lidar com sentenas mais complicadas.

Se a frase muito longa, tente parti-la em pequenas partes, ou reconhea que partes expressam os detalhes especficos que sustentam a ideia principal. Estas partes frequentemente aparecem entre vrgulas, ou iniciadas por palavras como quem, qual, que etc. Tente cortar esses detalhes para que seja mais fcil reconhecer a ideia central. A maioria dos sufixos e prefixos de origem latina ou grega, portanto, utilizados por ns. Procure por pistas de pontuao.

Observe que aspas, itlicos, exclamaes etc. Procure palavras ou expresses que demonstram relao de sentido dentro da frase, como, por exemplo, os marcadores de discurso, tais como although, in order to, because etc.

BAIXAR UESC PROVAS DA PARA

Uma leitura eficiente requer o uso de vrias habilidades em resolver problemas. Por exemplo, saber o significado exato de cada palavra lida uma misso praticamente impossvel. Mas se voc exercitar a sua habilidade de inferncia, voc certamente ser capaz de compreender o suficiente para chegar ao significado total de uma sentena, de um pargrafo ou mesmo de um texto. Exerccios de pistas contextuais, como o que faremos a seguir, so designados a auxili-lo a melhorar essa habilidade.

Lembre-se sempre que no h nenhuma frmula mgica para resolver essa questo, a no ser exercitando. Cada uma das frases abaixo contm uma lacuna para encorajar voc a examinar apenas o contexto dado e determinar os significados possveis das palavras que faltam. Leia cada frase rapidamente e arrisque uma palavra para cada lacuna. No h apenas uma resposta correta. Utilize as sugestes acima para ajud-lo. No h necessidade de voc saber a palavra em Ingls; escreva-a em Portugus, pois o nosso objetivo saber se voc entendeu a ideia central da frase.

It is a sports model, red, with white interior and bucket seats. Agora, vamos fazer o contrrio. Concentre-se em adivinhar o significado das palavras desconhecidas em negrito.

Leia cada frase cuidadosamente e arrisque uma definio, sinnimo, ou descrio da palavra em destaque: 1. Some people have no difficulty making the necessary changes in their way of life when they move to a foreign country; others are not able to adapt as easily to a new environment. After a day of working, Harold is ravenous. Yesterday for example, he ate two bowls of soup, salad, a large chicken, and a piece of chocolate cake before he was finally satisfied.

Unlike her gregarious sister, Jane is a shy, unsociable person who does not like to go to parties or to make new friends. After the accident, the train went down so fast that we werent able to salvage any of our personal belongings.

Muitas dificuldades podem surgir quando decidimos ler algum texto escrito em Ingls. Dificuldades de naturezas diversas: o desconhecimento do assunto tratado, a insuficincia de vocabulrio, o desconhecimento das estratgias de leitura etc. Perdemos muito do que lemos por no sabermos como nos posicionar diante de um texto. E, quando temos informaes insuficientes sobre a lngua na qual o texto escrito, qualquer resposta extrada daquele texto representa um passo fundamental em direo sensao de no entender nada do que se est lendo.

Ler e compreender bem um texto requer do leitor muita ateno a particularidades do texto como, por exemplo: perceber a frequncia e distribuio de uma palavra ou expresso dentro de um texto: descobrir que uma determinada palavra repete-se algumas vezes e, por isso, tem um papel significativo dentro da temtica do texto; observar a frequncia com que certos elementos, do tipo grficos, cifres, tabelas, percentuais etc. Geralmente, eles facilitam o reconhecimento do gnero textual; analisar o texto para perceber se h palavras parecidas com o Portugus; observar o tipo de letra usado; analisar o layout do texto, o aspecto visual apresentado, as ilustraes e sua disposio dentro.

Todos esses elementos podem nos revelar: o tipo de texto para quem o texto foi escrito o assunto tratado a fonte de onde foi, possivelmente, retirado revistas, jornais etc. Agora, vamos exercitar o conhecimento construdo nessa aula com os exerccios a seguir. Que informaes voc pode extrair dos textos a seguir? Escreva, nas linhas abaixo de cada texto, as informaes que voc consegue inferir, observando os elementos discutidos durante essa aula.

Nessa aula, aprendemos a: Fazer uso, de forma consciente, da linguagem verbal e no verbal na compreenso de textos em Ingls. Reconhecer e utilizar o conhecimento sistmico da lngua inglesa na construo do significado de um texto, desenvolvendo a habilidade de deduo atravs do contexto. Nesta aula, exercitaremos como encontrar o tema, a ideia principal e o tpico frasal de pargrafos retirados de gneros textuais escritos em Ingls.

Reconhec-los faz-se necessrio para que consigamos desenvolver a leitura e a compreenso do que lemos. A fim de lermos e compreendermos o que lemos necessrio determinar o pensamento central ou a ideia principal do texto.

Ou seja, para atingirmos a compreenso geral de um texto, precisamos identificar o assunto do texto e entender o que o autor est tentando dizer sobre ele.

Um captulo de um livro ou um artigo cientfico, por exemplo, tem uma nica ideia principal. A ideia central de gneros textuais desse tipo chamada de tema.

PARA UESC PROVAS BAIXAR DA

Cada pargrafo desses textos expor alguns aspectos sobre o tema relativos ao texto como um todo. O pargrafo d um recado ao leitor: diz que ali, naquele bloco, foi desenvolvida uma ideia. Uma s. Por isso o pargrafo uma unidade de composio.

Nele h uma ideia central; e tantas secundrias quantas forem necessrias para sustent-la. Mesmo em pargrafos individuais, que no so parte de um texto maior, essa afirmao procede. As frases individuais em um pargrafo sustentam a ideia principal,. Definimos pargrafo como uma srie de sentenas organizadas, coerentes e relacionadas a um nico assunto. Quase todo texto escrito, que contenha mais do que poucas frases, deve ser organizado em pargrafos. Os pargrafos indicam ao leitor onde as partes do texto comeam e terminam, alm de ajud-lo no reconhecimento do gnero e dos pontos principais.

Todo e qualquer pargrafo contm informaes diversas, que podem ser, a saber, uma srie de pequenos exemplos ou uma explanao sobre um nico assunto.

PARA BAIXAR DA UESC PROVAS

Podem descrever lugares, personagens, ou processos; narrar uma srie de eventos; comparar ou contrastar duas ou mais coisas; classificar itens em categorias; ou mesmo descrever causas e efeitos. A despeito da informao contida, todo pargrafo compartilha certas caractersticas prprias. Saber reconhec-las certamente nos auxiliar na compreenso. Pargrafos bem escritos tm um mesmo tpico, ou seja, falam sobre o mesmo tema.

Ser capaz de determinar o tema de um pargrafo uma das habilidades de leitura mais teis que voc pode desenvolver, alm de ser uma habilidade que pode ser aplicada a qualquer tipo de leitura. A ideia principal de uma passagem o pensamento que est presente do seu incio ao fim, alm de nos falar sobre o que o autor pensa sobre aquele tpico. Em um pargrafo bem escrito, a maioria das frases d suporte, descreve, explica, ou resume a ideia principal.

A ideia principal normalmente est contida na primeira ou na ltima frase do pargrafo. Por outras vezes, a ideia principal no expressa, est implcita, no prprio pargrafo; mas deve ser compreendida. Compreender a organizao global de um texto bem escrito contribui para a compreenso das partes, ou seja, dos pargrafos. Reconhecer a organizao de um texto leva-nos a uma compreenso clara da mensagem que passada pelo autor.

Para reconhecer a ideia principal de um pargrafo, analise as questes a seguir: Que ideia comum a todas ou maioria das frases do pargrafo? Que ideia as frases possuem em comum? Nos pargrafos a seguir, exercitaremos como encontrar a ideia principal. Leia os pargrafos seguintes rapidamente.

Concentre-se em descobrir a ideia principal. Lembre-se de no se prender a detalhes. Voc quer apenas determinar a mensagem geral. Aps a leitura rpida de cada pargrafo, escolha, dentre as opes, a afirmativa que melhor expressa a ideia principal.

Analista Universitário - ANA002

Paragraph 1 The first invention of human beings was the wheel. Although no wheel forms are found in nature, undoubtedly the earliest wheels were smooth logs which were used for moving weights over the earths surface.

No one recorded who he or she was or when it happened, but when the first inventor placed a wheel on an axle, people began to roll from one place to another. Records of this type of wheel have been found among Egyptian relics dating back to 2, B. The wheel so fascinated the human mind that people have spent centuries building machines around it: yet in over 4, years its basic design has remained unchanged.

All about us we see the spinning shafts, gears, flywheels, pulleys, and rotors which are the descendents of the first wheel. The roaring propeller of an aircraft engine, the whirling wheel of a giant steam turbine, and the hairspring of a tiny watch are examples of the rotary motion which characterizes our mechanical world. It is hard to conceive of continuous motion without the wheel. The wheel is used today in industry and transportation. One of human beings first inventions, the wheel, has remained important for 4, years.

The basic design of the wheel has been changed to meet the needs of industrial society. Although we dont know exactly who invented the wheel, it is evident that the Egyptians and Chinese used it about 4, years ago.

Paragraph 2 Albert Einstein once attributed the creativity of a famous scientist to the fact that he never went to school, and therefore preserved the rare gift of thinking freely: There is undoubtedly truth in Einsteins observation; many artists and geniuses seem to view their schooling as a disadvantage. But such a truth is not a criticism of schools. It is the function of schools to civilize, not to train explorers.

The explorer is always a lonely individual whether his or her pioneering be in art, music, science, or technology. The creative explorer of unmapped lands shares with the genius what William James described as the faculty Insofar as schools teach perceptual patterns they tend to destroy creativity and genius.

But if schools could somehow exist solely to cultivate genius, then society would break down. For the social order demands unity and widespread agreement, both traits that are destructive to creativity. There will always be conflict between the demands of society and the impulses of creativity and genius. Albert Einstein and other geniuses and artists have said that schools limit creativity and genius.

Schools should be designed to encourage creativity. Explorers can be compared to geniuses because both groups look at the world differently from the way most people do.

Schools can never satisfy the needs of both geniuses and society as a whole. Paragraph 3 Mexico City is growing very fast. In the city had about nine million people.

Now it has over 17 million. All these people are causing problems for the city. There are not enough jobs. Also, there is not enough housing. Large families have to live together in very small homes. Many homes do not have water. They also do not have bathrooms or electricity. The Mexican government is worried about all these problems. It is working hard to make life better in the city. Paragraph 4 The evening news on television is very popular with many Americans.

They like to find out what is happening in the world. On television they can see real people and places. They believe it is easier than reading the newspaper. Many people think television makes the news seem more real.

They also think the news on television is more interesting. The television news reporters sometimes tell funny stories and even jokes. This makes the news about wars and crimes seem less terrible. A ideia central do pargrafo enunciada atravs do perodo denominado tpico frasal.

Esse perodo orienta ou governa o resto do pargrafo; dele nascem outros perodos secundrios ou perifricos; ele vai ser o roteiro do escritor na construo do pargrafo; ele o perodo mestre, que contm a frase-chave.

Como o enunciado de uma tese, que dirige a ateno do leitor diretamente para o tema central, o tpico frasal ajuda o leitor a agarrar o fio da meada do raciocnio do escritor; como a tese, o tpico frasal introduz o assunto e o aspecto desse assunto, ou a ideia central com o potencial de. Tpico frasal: expresso utilizada por Othon M.

O tpico frasal uma eficiente e prtica maneira de estruturar o pargrafo, pois j de incio expe a ideia que se quer passar, a qual comprovada e reforada pelos perodos subsequentes. Segundo Othon Garcia, a montagem do pargrafo dessa forma provavelmente tenha origem no raciocnio categrico-dedutivo, herana greco-latina, pois o tpico frasal constitui generalizao, especificado pelos perodos seguintes. Expondo-se de sada a ideia-ncleo, a coerncia e a unidade do pargrafo ficam asseguradas e dessa forma se evitam consideraes desnecessrias.

Em suma, fica mais fcil garantir a coeso textual do pargrafo, o que implica produzir coerncia semntica e lgica nos perodos que o constituem, caracterstica importante em texto dissertativo. Observa-se que a ideia central do pargrafo apresentada logo no princpio mediante o tpico frasal, que a orao que introduz a ideia central a ser desenvolvida em um pargrafo. O tpico frasal geralmente vem seguido de outros perodos, que explicam ou detalham a ideia central.

Poucas vezes, o tpico frasal pode vir no fim do pargrafo. E, em alguns casos, melhor que se coloque outra frase antes do tpico frasal, a saber, quando essa frase est ligando aquele pargrafo ao anterior; ou quando ela representa alguma informao prvia. Embora a grande maioria dos pargrafos deva ter um tpico frasal, h algumas situaes em que ele no necessrio. Podemos omitir o tpico frasal, por exemplo, em pargrafos que narram uma srie de eventos; ou em pargrafos que continuam a desenvolver uma ideia introduzida no pargrafo anterior; ou mesmo se todas as frases e detalhes em um pargrafo referem-se claramente por vezes indiretamente a um nico ponto principal.

Pois bem! Agora que voc j sabe tudo sobre o tpico frasal, retorne aos pargrafos da atividade anterior e confirme as suas expectativas sobre o que voc leu.

Destaque o tema e o tpico frasal de cada um dos pargrafos lidos. Nesta aula, voc aprendeu que para entendermos o que o autor est tentando nos dizer em um texto, precisamos: Delimitar o tema.

BAIXAR PROVAS PARA DA UESC

Determinar a ideia principal. Reconhecer o tpico frasal. Voc aprendeu tambm que o tpico frasal: Apresenta a ideia principal de um pargrafo. Serve como uma mini-tese no pargrafo. Alerta-nos para os pontos de interpretao mais importantes em um texto.

Ajuda-nos a prevenir futuras confuses de interpretao, orientando-nos pela argumentao. A Redao pelo Pargrafo. Braslia: Editora UnB, Voc certamente considera que a principal razo de no conseguir compreender os textos que l em Ingls o seu vocabulrio insuficiente. Como voc lida com essa questo? Utiliza o dicionrio a cada palavra nova que se apresenta?

O dicionrio pode ser uma arma perigosa no seu desenvolvimento como leitor. Um leitor proficiente lida com o uso do dicionrio de forma racional, sem exageros, para que as interrupes a cada palavra nova no atrapalhe o seu raciocnio. O dicionrio , dentre os recursos de aprendizagem existentes, o mais disponvel, o mais barato e o mais utilizado. Mas tambm o mais difcil de usar. Encontrar a palavra certa no dicionrio pode ser um trabalho rduo, se voc no compreender a informao dada sobre a palavra ou expresso que voc est procurando.

Nosso trabalho foi desenvolvido sem o uso do dicionrio, at o momento, para que voc se acostumasse a deduzir e inferir significados atravs do contexto, concentrando-se mais em ideias do que em palavras estratgia de um bom leitor. Devemos utilizar o dicionrio apenas como ltimo recurso do qual dispomos. Assim, se a palavra desconhecida for polissmica com mais de um significado , voc estar em melhores condies de fazer uma escolha mais adequada.

Observe alguns exemplos de polissemia em Portugus. Voc perceber que somente o contexto.

Vestibular UESB |

Passei por debaixo daquela rvore e quase levei com uma manga na cabea. Essa no! Acabei de rasgar a manga da camisa neste prego. Meu av sempre dizia que no se manga da desgraa dos outros. Ele apagou as velas. Tenho que limpar as velas do carro. O marinheiro levantou as velas do barco. Many ships cross the Suez Canal every day. The cross is the most important symbol of the Christian faith. Some people are much afraid of thunder and they usually cross themselves to involve Gods protection.

A mule is a cross between a horse and an ass. Pois bem, para que voc consiga distinguir qual dos significados da palavra encontrados no dicionrio voc precisa, necessrio, primeiramente, que voc reconhea a informao especfica e indicativa, contida nos verbetes. Vrios so os aspectos a serem observados em um dicionrio, como vimos. Nem todos trazem todos os aspectos citados anteriormente.

Cada dicionrio possui caractersticas prprias. Um exame cuidadoso do dicionrio pode definir a sua escolha. Procure tambm por dicionrios que contemplem os seguintes detalhes: tabelas de pesos e medidas com as respectivas converses; lista de verbos irregulares com significado de cada um e as formas dos trs principais tempos verbais; chave de pronncia, que a correspondncia entre os fonemas de ambas as lnguas.

Para que voc se familiarize com todas essas informaes, pegue o seu dicionrio e liste aqui as suas caractersticas. Quanto mais se l, mais se aprende novas palavras.

A grande maioria aprendida quando nos deparamos com elas em um contexto. Normalmente, assimilamos seu significado gradualmente, aps alguns encontros. No menos importante dizer que nem todas as palavras possuem igual importncia. Pense no seu vocabulrio de lngua materna. H palavras que voc conhece bem e utiliza sem problemas. Mas h outras que, apesar de serem conhecidas, voc no tem confiana em usar. As primeiras fazem parte do seu vocabulrio ativo, enquanto que as ltimas pertencem ao seu vocabulrio passivo.

O mesmo ocorre em uma lngua estrangeira. E importantssimo que voc se conscientize disso, para adequar a sua atitude com relao a novas palavras, reduzindo a tenso e arriscando. Decidir o que deve ser ignorado uma das caractersticas de um leitor habilidoso. Mos obra, ou melhor, mos ao dicionrio! Procure as palavras sublinhadas no dicionrio.

J sabemos que, s vezes, poderemos nos deparar com vrios significados para uma mesma palavra. Decida que significado atribuir a essa palavra neste exerccio. Ill give you a ring tonight. I dont like sweet drinks. Agora complete as frases a seguir, usando as palavras sublinhadas do exerccio anterior. Exercite a sua habilidade de inferncia e tente resolver os problemas, usando o dicionrio se necessrio, mas sempre com parcimnia. Have you got the right time? Could I have another? Voc aprendeu nessa aula que: Apesar de ser de fcil acesso e barato, o dicionrio uma ferramenta difcil de ser utilizada.

H diversos tipos de dicionrio. Aprendemos um maior nmero de palavras novas lendo com frequncia. A utilizao do dicionrio deve ser racional. United Kingdom: Oxford University Press, Ao final desta aula, o estudante dever: identificar os grupos nominais de construo simples do Ingls; ampliar as habilidades de ler e compreender em lngua inglesa; reconhecer diferentes tipos de gnero textual.

Hoje, iniciaremos a 3 unidade do nosso curso de Ingls Instrumental. Daremos nfase, durante toda essa unidade, a questes sistmicas especficas da lngua inglesa, que, por serem particulares da outra lngua, normalmente nos trazem problemas na hora da leitura.

Aconselhamos que voc utilize uma gramtica da lngua inglesa, para que haja maior aprofundamento nas questes aqui tratadas.

Aliando as estratgias de leitura e o conhecimento de estrutura textual apresentados at ento aos aspectos lingusticos, voc poder trabalhar com uma quantidade razovel de textos sem grandes problemas.

Comearemos pelos grupos nominais, em Ingls, chamados de: nominal groups. A interpretao correta dos grupos nominais relevante para que o leitor possa entender o texto adequadamente.

Identificar e compreender os grupos nominais no tarefa muito difcil.

BAIXAR PARA DA PROVAS UESC

Grupos nominais so expresses, ou grupos de palavras de carter nominal, que se relacionam entre si, sendo uma delas a principal, ou o ncleo. Nos grupos nominais em Ingls, h certa prevalncia de substantivos e adjetivos. Quanto ordem na frase, no h correspondncia com a ordem das frases do Portugus. Da surgir a dificuldade na hora da leitura e compreenso. Portanto, precisamos nos familiarizar com essa nova ordem textual para lermos com mais facilidade e, consequentemente, reconstruirmos o texto.

Observe os exemplos a seguir e note que a disposio das palavras em Portugus no corresponde a do Ingls: A charismatic leader - Um lder carismtico Black Africa - frica negra South American Societies - Sociedades da Amrica do Sul Sempre existe, no grupo nominal, uma palavra mais importante, chamada, em Ingls, de headword, ou ncleo, como chamamos em Portugus, que, normalmente, um substantivo. Nos exemplos supracitados, como voc pode notar, os vocbulos leader, frica e societies representam os ncleos.

Voc tambm deve ter notado que, em torno desses ncleos, orbitam outras palavras, como adjetivos, advrbios ou mesmo outros substantivos, que so os modifiers, ou modificadores, como os chamamos na nossa lngua materna. Os grupos nominais podem conter mais de um modificador, como vimos anteriormente. O substantivo o ncleo semntico, ou seja, a palavra-ncleo e os demais elementos so os modificadores. Voc deve ter notado que, em Portugus, os modificadores geralmente aparecem depois do ncleo, diferentemente do Ingls, em que os modificadores quase sempre esto antes do ncleo.

Observando a posio do ncleo em Ingls, podemos dizer que este ser quase sempre o ltimo elemento do grupo nominal. Mas lembre-se que em toda regra h exceo. Nos exemplos estudados, apenas a ltima frase no faz parte dessa regra.

Estudaremos essa questo mais frente. Vejamos outros exemplos e a posio das headwords e dos modifiers:. The economic crisis A crise econmica The new mathematics teacher A nova professora de matemtica Brazils high cost of living - O alto custo de vida do Brasil The colour of his hair A cor do seu cabelo Notamos, nos dois ltimos grupos nominais, o aparecimento da preposio of. Em todas as vezes que o grupo nominal incluir uma preposio in, on, at, of, for etc.

Os acrnimos, ou siglas, citados a seguir so do seu conhecimento, certamente; e so exemplos de grupos nominais. Letra ou letras iniciais usadas como abreviaturas de palavras freqentes, como C. Sinal convencional; rubrica. Reunio das letras iniciais dos vocbulos fundamentais de uma denominao ou ttulo, sem articulao prosdica, constituindo meras abreviaturas ex.

Euclides da Cunha, Os Sertes, pp. Palavra formada pela primeira letra ou mais de uma de cada uma das partes sucessivas de uma locuo ou pela maioria dessas partes. Novo Aurlio. O Dicionrio da Lngua Portuguesa. Sculo XXI. Verso 3. Editora Nova Fronteira. Diante do exposto, podemos afirmar, ento, que vrios acrnimos, em Ingls e em Portugus, so iniciais de grupos nominais. Observe as construes a seguir, que tambm so grupos nominais e so compostas apenas de substantivos:. Construes como essas ocorrem frequentemente em ingls e podero lhe causar dificuldade de compreenso.

Agora observe as tradues dessas expresses. Como voc j deve ter notado, quando um substantivo seguido por outro substantivo, em ingls, o segundo o mais importante; o anterior apenas o modifica.

O Ingls uma lngua repleta de construes nominais; e o significado lexical ocorre, na maioria das vezes, dentro dos grupos nominais. Por isso, a importncia de estudarmos esse item sistmico da lngua inglesa. O conhecimento da organizao do grupo nominal em ingls fornece uma melhor noo de como as palavras se organizam em sintagmas para veicularem mensagens. E o reconhecimento das partes constituintes do grupo nominal d condio de analisarmos a hierarquia entre os elementos, quando se trata da leitura e entendimento de um texto.

Tendo claro o objetivo de leitura, a viso dessa hierarquia nos auxilia, por exemplo, na busca de palavras no dicionrio, escolhendo sempre as palavras de contedo, representadas pelos ncleos.

Hora de praticar. Observe o exemplo do exerccio e encontre o correspondente em Portugus dos outros acrnimos. O texto 1 foi retirado de uma revista americana de circulao semanal. Leia-o e tente responder as questes que o seguem.

Agora responda: 1. Que gnero de texto esse e qual o assunto tratado? Por que o texto apresenta algumas palavras em negrito? Traduza para o portugus o ttulo do texto. Retire do texto 4 grupos nominais, traduza-os e destaque o ncleo de cada um deles.

A partir dessa aula, apresentaremos a voc um texto para leitura e compreenso, com a finalidade de revisar assuntos j trabalhados no curso e ampliar o seu universo lingustico com relao lngua inglesa.

Esperamos agradlo na escolha do assunto. Em que veculo de comunicao, quando e onde o texto foi escrito? Sobre o que trata o texto? A quem dirigido o texto? A aula de hoje iniciou a etapa do estudo de alguns itens da parte sistmica da lngua inglesa. Comeamos com os grupos nominais, que so construes: formadas por grupos de palavras de carter nominal relacionadas entre si; constitudas de um ncleo e um ou mais modificadores; que prevalecem nos textos em ingls; que no encontram correspondncia no portugus.

Readers Choice. GAMA, A. Introduo leitura em ingls. Rio de Janeiro: Editora Gama Filho, OK Magazine. Vestibular com cotas para negros na UnB: candidatos e aprovados nos exames. Diogo Barbosa Figueredo diogo. Moema Maria Badaró Cartibani Midlej moema uesc. Desarrollado por. Bolsas Unidade. Comunidade Remanescente de Quilombo.

Provas UESC

Total de bolsas disponibilizadas. Processo Universal. Zona rural. Qual é a sua origem étnica ou racial? Você se declara afrodescendente? Informações escolares. Ano em que você concluiu o ensino médio.

Em que tipo de estabelecimento você cursou o Ensino Médio? Maior parte na escola particular. Todo na escola particular. Técnico ou profissionalizante. Frequentou algum curso pré-vestibular?

Sim, programas populares. Mercado de trabalho garantido. Inexistência do curso pretendido. Dificuldade de aprovar em outro curso. Permite conciliar com outros afazeres. Importante para o desenvolvimento do país.

Outro motivo. Indeciso a.